Fan Page | Edimar Santos

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Cumprimento de Mandado leva suspeito à prisão em Jataízinho

Policiais militares localizaram duas armas de fogo e cartuchos, após cumprimento de mandado de busca e apreensão em Jataizinho.
O morador da residência visitada é suspeito de ter praticado alguns crimes também em Assaí.
Diante de mandado expedido pela Justiça da Comarca de Uraí, autoridades policiais estiveram na Caetano Bertanholi, em Jataizinho. Após buscas no interior da residência pertencente a Pedro Corrêa de Lacerda, 56 anos, foram localizados dois revólveres calibre 38, da marca Taurus, com capacidade de capacidade de 6 tiros, de 2 e 4 polegadas, além de 17 cartuchos de 38 intactos e 11 cartuchos calibre 44 intactos.
Como o morador não havia feito o recadastramento, aquelas armas se encontravam em situação irregular. Segundo a Polícia Militar, o senhor Pedro de Lacerda é suspeito de ter praticado também crimes na cidade de Assaí.
Por tal razão, policiais lhe deram voz de prisão e o conduziu para a Delegacia de Polícia Civil para a lavratura do devido flagrante.
Onda de violência
Nos últimos dias, Assaí tem enfrentado uma onda crescente de violência. No mês passado, o aposentado Sebastião Nunes Pereira, 77, foi vítima fatal de disparo de arma de fogo, que também atingiu sua esposa Emília Gelisnki, 66.
A situação fez com que o vereador Francisco Soares Neto (PSDC) procurasse o comando do 18º Batalhão de Polícia Militar, em Cornélio Procópio, para discutir algumas medidas para conter a violência em Assaí.
Na seqüência da morte do aposentado, a cidade também tem registrado nos últimos dias inúmeros assaltos, como à agência dos Correios, a cliente da pizzaria Supimpa, ao supermercados Casa Palmeira e a outras duas residências.
Houve também uma tentativa de assalto ao correspondente da Caixa Econômica Federal (CEF), o Caixa Aqui. Na manhã de quarta-feira, 19, também rapaz aparentemente armado deu voz de assalto à atendente da Casa Palmeira, na região central da cidade. Ele havia comprado um pacote de bolacha, e aproveitou para praticar o assalto.
A onda de violência fez também com o vereador Sílvio Carlos Guadaguini (PSDB), o Silvinho, usasse a tribuna do Poder Legislativo, na noite desta terça-feira, 18, para discutir o problema. Ele defendeu a articulação de todos os segmentos da sociedade para tornar a cidade mais segura.

fonte - site revelia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget