Fan Page | Edimar Santos

terça-feira, 18 de maio de 2010

SITE REVELIA DESTACA A SAÚDE E SITUAÇÃO DAS RUAS EM AMOREIRA












Moradora de São Sebastião da Amoreira está desde sábado com um pedaço de agulha em sua mão esquerda.

Problemas com a saúde municipal também tem enfrentado o casal Luana Aparecida, 21, e Gilmar Souza Santos, 25.

Na tarde desta terça-feira, 18, a jovem de 33 anos novamente procurou o hospital municipal daquela localidade para tentar retirar o objeto de sua mão.

O acidente com a agulha havia acontecido no último sábado, 15, quando ela estava lavando roupa. O objeto acabou quebrando, no momento em que o pedaço maior entrou em sua mão.
Enquanto espera por atendimento pela saúde pública, ela – que morava recentemente em Tibagi, e agora vivendo com os pais e dois filhos menores em São Sebastião da Amoreira -, tem tomado remédio para aliviar as dores.

Segundo últimas informações, há necessidade ainda de liberação de uma vaga em Cornélio Procópio para que finalmente a agulha seja removida. A jovem diz que a prefeitura Adelina Anésio Rogério da Silva, a Dila, tem feito tudo para resolver o problema, mas dependeria ainda de instituição de saúde de Cornélio Procópio.

Saúde e asfalto

Vista do Hpspital Municipal: rua cheia de buracos
Durante visita ao Centro de Saúde Municipal Leila Adriana Gonçalves, a trabalhadora rural Luana Aparecida disse que a “saúde de São Sebastião da Amoreira está boa, mais ou menos”. No entanto, ela reclama do atendimento de moradores de determinada localidade em dias específicos.
Luana relata que seu esposo, Gilmar Souza Santos, recentemente havia passado mal no local de trabalho, mas não teve o devido atendimento. O problema é que, naquele dia, médicos do município não atendendo à comunidade do conjunto habitacional Morar Melhor – local de residência do casal.
Além de Saúde, também a condições da pavimentação asfáltica da cidade tem produzido algum descontentamento e críticas.
A partir de um breve passeio por ruas e avenidas de São Sebastião da Amoreira, nota-se facilmente a quantidade de crateras espalhadas por todo o canto.
Procurada também na tarde desta terça-feira, a prefeita Adelina Anésio Rogério da Silva, a Dila, não quis se manifestar sobre o assunto. Pessoal da prefeitura relatou que a chefe do Executivo local tinha importantes reuniões àquele momento.
FONTE SITE REVELIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget