Fan Page | Edimar Santos

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Júri de goleiro Bruno fica para março de 2013


Após dois dias marcados por manobras da defesa dos réus, acusados de envolvimento no sequestro e assassinato de Eliza Samudio, o ex-amante da vítima, o goleiro Bruno Fernandes conseguiu ontem ser excluído do julgamento que ocorre desde segunda-feira no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). Depois de determinar o desmembramento do processo, a juíza Marixa Fabiane Lopes marcou para 4 de março de 2013 o novo julgamento do atleta. Com isso, permaneceram no atual processo apenas o braço-direito do jogador, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e uma ex-namorada do goleiro, Fernanda Gomes de Castro.

No dia 4, além de Bruno, que é acusado do sequestro, cárcere privado, assassinato e ocultação do cadáver de Eliza, também devem ser julgados o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; a ex-mulher do jogador, Dayanne Rodrigues do Carmo, Wemerson Marques de Souza, conhecido como Coxinha, e Elenílson Vitor da Silva. Bruno e Bola vão aguardar o julgamento presos. 



Na noite desta quarta-feira, o julgamento ainda estava em andamento e a estimativa era de que a sessão fosse encerrada apenas na madrugada de hoje. Além de ouvirem uma série de testemunhas presenciais por meio de vídeo, havia previsão de que também fosse realizado o depoimento de Macarrão. A expectativa da acusação era de que o acusado confessasse sua participação no crime, livrando o goleiro. ''A confissão é boa para o réu. Eu não preciso dela. Nenhum deles vai escapar'', afirmou o promotor Henry Wagner Vasconcelos, responsável pela acusação.


Fonte: FolhaWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget