Fan Page | Edimar Santos

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Famílias enfrentam dificuldades para sepultar corpos em Curiúva

Terreno tem licença, mais infraestrutura não chegou.
Nossa reportagem foi procurada por membros de famílias, que na dor da perda de uma pessoa querida é difícil, mas torna-se maior ainda quando não se tem onde enterrar o corpo no cemitério municipal de Curiúva. 

Esse sentimento de impotência é vivido frequentemente pela família do ente querido, que não tenha terreno "perpetuo", pois não existem mais lugares para abertura de novas sepulturas. 

Segundo informações, o município já tem local de 120 mil metros com terraplanagem feita e com licença de operação obedecendo todas as exigências da legislação ambiental, porém as obras de infraestrutura não avançaram.

Revoltados, familiares pedem providencias para as autoridades políticas do município de Curiúva. "isso é um absurdo, daqui a pouco será proibido morrer aqui", comentou um parente da família que preferiu não se identificar.

Um comentário:

  1. isso é um absurdo , falta de vergonha na cara é como disse o familiar , daki a pouco esta proibido de morrer é so essa q me faltava agora . em um momento de dor , a familia ter q passar por isso ainda .por favor seus politicos se fossem um parente de vcs duvido se vcs nao davam um jeito .

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget