Fan Page | Edimar Santos

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Hospital Universitário de Londrina vai construir nova maternidade com 60 leitos até 2016

O Hospital Universitário (HU) de Londrina iniciou a elaboração do projeto arquitetônico da nova maternidade. O prédio de 6.490 m² de seis andares, com 60 leitos, unidade neonatal de alta e média complexidade deve entrar em funcionamento até 2016.

A superintendente do HU, Margarida de Carvalho, informou que, nesta segunda-feira (28), reuniu-se pela primeira vez com a empresa londrinense Pró-Saúde, que ganhou a licitação para elaboração do projeto estrutural. Ela disse que a atual maternidade funciona em uma ala improvisada e precisa de adequações.
"Com a construção do Centro de Queimados e da nova ala da unidade feminina, a maternidade foi deslocada para um local que seria provisório em 2006 e não conseguimos, até então, recursos do governo para essas pessoas, essas senhoras fossem melhor alocadas. São 19 leitos, mas antes estavam hotelados adequadamente, com privacidade", colocou.

Com a transferência da maternidade, os 19 leitos foram realocados em um espaço menor. O governo do Estado deve enviar R$ 8,2 milhões para a construção do novo prédio, com repasse da metade do montante ainda este ano. A expectativa é manter as vagas de alta complexidade, com possibilidade de aumento, mas também passar a atender partos sem riscos.

Segundo Margarida, hoje os alunos da Universidade Estadual de Londrina precisam ir até a Maternidade Municipal Lucilla Ballalai para acompanhar partos normais. Por atender gestantes de risco, o HU realiza 60% dos partos através de cesáreas.

A empresa receberá R$ 350 mil e terá 150 dias para elaborar o projeto. Depois, o HU terá outros 60 dias para contratação de empresas para os projetos complementares, como hidráulico e elétrico. O governo do Estado também prometeu a contratação de novos profissionais de saúde, já que a capacidade da maternidade vai triplicar.

O concurso está previsto para 2015, com previsão de início dos atendimentos em 2016.
Fonte: O Diário / Londrina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget