Fan Page | Edimar Santos

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Detento morre com suspeita de H1N1 em Cornélio Procópio

JMorreu nesta quarta-feira (17) um detento do Setor de Carceragem Temporário (Secat) do município de Cornélio Procópio (70 km de Londrina) com suspeita de gripe H1N1. O homem já estava internado na Santa Casa há quatro dias, porém, veio a falecer nesta madrugada.

Ainda não há confirmação que a morte de Claudemir Vitório, 59 anos, tenha sido causada pela doença. Uma outra detenta do Secat de Cornélio Procópio, que também está sob suspeita de H1N1, deve ser transferida na quinta-feira (18) para o Complexo-Médico Penal, em Curitiba. O estado dela é grave.

O delegado de Cornélio Procópio, Luiz Carlos Mânica, afirmou que todos os presos já haviam sido vacinados no início do ano e que aqueles que chegaram a apresentar sintomas de gripe e tiveram que ser encaminhados para avaliação no hospital receberam o medicamento Tamiflu.

O diretor da 18ª Regional de Saúde, que tem sede em Cornélio Procópio, Edimar dos Santos, informou que no caso de Vitório são duas suspeitas que estão sob avaliação, de H1N1 e tuberculose. Foram recolhidas as sorologias e encaminhadas para o Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen), em Curitiba. A expectativa é que o laudo seja divulgado ainda nesta semana.

Outros três presos que têm quadro sintomático tiveram que ser isolados em uma cela. Os demais detentos teriam recebido Tamiflu e estariam usando máscaras para evitar novas contaminações. O material foi distribuído pela 18ª Regional em parceria com a Vigilância Sanitária.

Desde o início do ano, a 18ª Regional de Saúde acompanha seis casos de suspeita de H1N1 - dois deles em Cornélio Procópio e outros quatro em Santa Mariana. Em Cornélio, um dos casos se tratava do detento e o outro se refere a uma menina de apenas 12 anos, que está internada na Santa Casa, também em estado grave. Ela está entubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e em coma induzido.  / fonte: www.londrina.odiario.com / texto Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget