Fan Page | Edimar Santos

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Governo garante R$ 62,5 milhões em convênios da Saúde

O Governo do Estado publica nesta semana cerca de 40 convênios estabelecidos com instituições de saúde, consórcios, prefeituras municipais e universidades que somam R$ 62,5 milhões em repasses para ações de saúde no Paraná. Entre os objetos dos convênios estão a aquisição de equipamentos médico-hospitalares, a construção de centros de especialidades, reforma e ampliação de hospitais, entre outras ações.

“O governo do Paraná tem investido no fortalecimento do atendimento à saúde do cidadão em todas as regiões e isso se faz com parcerias. Esses convênios vão viabilizar serviços com equipamentos de ponta, melhores condições de trabalho aos profissionais de saúde e, consequentemente, mais qualidade no atendimento”, disse o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

CENTROS DE ESPECIALIDADES – A construção de centros de especialidades está entre os projetos que recebem recursos através de convênios. Os de Maringá e Londrina serão construídos através dos consórcios intermunicipais de saúde de suas regiões. O de Ponta Grossa será em parceria com o município. Além disso, o governo do estado também liberou recursos para a aquisição dos equipamentos para os Centros de Especialidade de Toledo, Pato Branco, Francisco Beltrão e Cornélio Procópio, que já estão em fase final de construção.

Os Centros de Especialidades oferecerão, em um mesmo espaço, consultas e exames especializados, atendimento com equipe multiprofissional e cirurgias eletivas ambulatoriais. Estão previstos 11 centros novos: as obras de Toledo, Pato Branco, Francisco Beltrão e Cornélio Procópio estão sendo finalizadas. Cascavel, Guarapuava, Apucarana, Londrina, Maringá e Ponta Grossa já têm projetos e as obras se iniciam este ano. Para a região metropolitana de Curitiba, a secretaria estadual de saúde estuda terrenos e deve iniciar os projetos e as obras em 2014.

HOSPITAIS – Entre os convênios estabelecidos com hospitais, destaca-se a liberação de recursos para compra de equipamentos como a caldeira para o Hospital Evangélico de Londrina, Raio-X móvel e máquinas de hemodiálise para o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, Arco em C e mesa cirúrgica para o Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Luz de Medianeira, entre outros.

Para a Associação Paranaense de Cultura, mantenedora da PUC e de cinco hospitais em Curitiba, foi viabilizado o convênio para a construção do Heliponto do Hospital Cajuru, que vai agilizar a transferência de pacientes em situação de urgência e emergência.

“O Cajuru é um dos maiores prontos-socorros do Paraná e o heliponto vai viabilizar mais agilidade no atendimento de pacientes politraumatizados de toda região leste no estado”, disse o diretor do Paraná Urgência, Vinicius Filipak.

Também foi formalizado o convênio com o Instituto do Câncer de Londrina. O Estado vai repassar R$ 5,6 milhões para as obras de ampliação do Hospital Lucila Balalai. Em 2013, já foram destinados R$ 3,5 milhões ao hospital. Em dezembro, foram inaugurados três andares da nova ala em construção e outros cinco andares estão sendo erguidos.

Outros convênios viabilizam obras em hospitais, como o da Santa Casa de Irati, para ampliação e reforma do pronto-socorro, o da Santa Casa de Campo Mourão, para construção da passarela de ligação entre a nova maternidade ao pronto-socorro, a ampliação do pronto-atendimento da Santa Casa de Ponta Grossa, reforma e ampliação do Hospital Municipal de Nova Esperança, para atuação na Rede Mãe Paranaense, entre outras obras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget