Fan Page | Edimar Santos

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Richa determina liberação de R$ 6 milhões do VigiaSUS para municípios atingidos pelas chuvas

O governador Beto Richa determinou a liberação antecipada de mais de R$ 6 milhões dos recursos do VigiaSUS para 70 municípios que foram afetados pelas chuvas. Com esse dinheiro, os municípios poderão pagar horas extras de servidores para atuação no atendimento às pessoas desabrigadas, na compra de suprimentos, aquisição de maquinários, entre outros itens. Somente para Curitiba, o repasse chega a R$ 800 mil.

Na semana passada, o Governo do Estado já havia liberado R$ 2,2 milhões para municípios em situação de epidemia de dengue. Inicialmente, a liberação dos recursos do VigiaSUS estava prevista para julho. No total, são repassados R$ 30,5 milhões ao ano para as prefeituras investirem em ações de vigilância, o que inclui o enfrentamento de desastres naturais, como enchentes.

Neste domingo (8), a secretaria estadual da Saúde enviou à 4ª Regional de Saúde (Irati) medicamentos, soros e vacinas para auxiliar no atendimento às pessoas afetadas pela chuva, o que inclui vacinas e tratamento (Oseltamivir) para gripe, vacina antirábica,entre outras. Além de Irati, as regionais de União da Vitória, Guarapuava, Cascavel e Pato Branco também têm municípios com desabrigados pela chuva. Além do apoio com suprimentos, o avião e helicóptero do transporte aeromédico do Estado estão de prontidão para atender as situações de urgência e emergência. Uma senhora foi levada de Rebouças à Santa Casa de Irati e passa bem.

Pela tarde, o governador Beto Richa se reuniu com a Defesa Civil e secretários no GGI - Gabinete de Gestão de Informação - para avaliar os estragos da chuva no Paraná.

Os maiores volumes de chuva registrados, de forma concentrada, foram na região Centro-Sul do Estado, provocando o aumento do volume de água de rios de diversas regiões, que saíram do leito.

O Simepar divulgou que o volume acumulado de chuvas entre os dias 6 e 8 de junho atingiu 375mm na região central do Estado, o que significa que neste período cada metro quadrado de solo recebeu 375 litros de água de chuva.

Até o momento 71 municípios informaram problemas decorrentes da chuva intensa. Várias rodovias foram afetadas e alguns pontos chegaram à interdição total. Concessionárias e equipes do DER estão trabalhando para liberar parcialmente os acessos. É recomendável a consulta aos telefones da Polícia Rodoviária Federal e Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual ou mesmo das concessionárias antes de iniciar uma viagem.

Até o início da tarde deste domingo, Rosário do Ivaí havia sido o único a município a decretar situação de emergência

Ajuda - A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná estão mobilizadas para dar apoio aos municípios que sofreram estragos. Segundo dados do último balanço, gerado pelas informações postadas diretamente pelos municípios afetados, passam de 38 mil as pessoas afetadas. Destas, quase mil precisaram deixar suas casas indo para a casa de parentes, amigos ou até mesmo abrigos públicos.

Cerca de 5 mil residências foram danificadas, até o momento, além de serviços como fornecimento de abastecimento de água, energia elétrica, transportes e telefonia.

Neste domingo, a Defesa Civil coordena três operações com aeronaves no Distrito de São Roque (em Marechal Cândido Rondon, onde 12 famílias estão ilhadas e o nível do rio sobe rapidamente e com velocidade, o que impede o uso de embarcações), em Cruz Machado e em São João do Triunfo.

“Apesar de o índice chamar a atenção, outras regiões do Estado registraram números bastante importantes também, numa faixa que compreende o Oeste, Sudoeste, Campos Gerais, Região Metropolitana e Litoral com intensidade menor, se comparada às anteriormente citadas. Com isso, partes de estradas e cidades foram afetadas, implicando em pessoas desalojadas, desabrigadas e se refletindo e perdas e danos”, disse o capitão Pinheiro, da Defesa Civil.

Demanda - o Governo do Paraná está mobilizado para atender de forma rápida as necessidades demandadas pelos municípios. Foi colocado à disposição helicóptero para a realização de operações de monitoramento feita pelo Corpo de Bombeiros, secretaria municipal do Meio Ambiente de Curitiba e Defesa Civil de Curitiba, para verificação das condições após a ocorrência de inundações da capital e na região metropolitana.

Além disso, o Governo do Paraná também enviou materiais de ajuda humanitária em apoio aos moradores afetados em Curitiba.

Foram enviados pela CEPDEC, Provopar Estadual e 6ª Coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil colchões, kits de alimentação emergencial e cobertores.

O trabalho continua ininterruptamente em todas as regiões e os dados que tornarão mais precisa a avaliação dos municípios mais afetados estão em processo de levantamento.

Veja a lista dos municípios:

Anahí
Barbosa Ferraz
Bituruna
Campina do Simão
Campo Bonito
Campo Largo
Campo Mourão
Cantagalo
Catanduvas
Cascavel
Chopinzinho
Cianorte
Corbélia
Coronel Vivida
Cruz Machado
Curitiba
Diamante do Sul
Dois Vizinhos
Doutor Camargo
Floresta
Foz do Jordão
General Carneiro
Godoy Moreira
Goioerê
Grandes Rios
Goioxim
Guaporema
Guaraniaçu
Guarapuava
Ibema
Imbituva
Irati
Ivaiporã
Jardim Alegre
Laranjeiras do Sul
Lindoeste
Mallet
Manoel Ribas
Mangueirinha
Marechal Cândido Rondon
Maringá
Marquinho
Medianeira
Nova Cantu
Nova Laranjeiras
Pinhalão
Pinhão
Pinhais
Piraí do Sul
Pitanga
Porto Barreiro
Quedas do Iguaçu
Quinta do Sol
Rebouças
Reserva do Iguaçu
Rio Azul
Rio Bonito do Iguaçu
Rio Branco do Ivaí
Roncador
Rosário do Ivaí
Três Barras do Paraná
Santa Lúcia
São João
São João do Triunfo
São Jorge do Oeste
São José das Palmeiras
São José dos Pinhais
São Mateus do Sul
Saudade do Iguaçu
Sulina
União da Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget